Elaboração de estudos para criação de unidades de conservação

A Associação Caatinga conta com equipe técnica especializada na realização de estudos específicos para elaboração de propostas detalhadas de criação de Unidades de Conservação (UC), auxiliando o Poder Público no processo de criação de novas UCs. O intuito desse trabalho é auxiliar na promoção da melhoria da qualidade de vida das populações, assegurando a manutenção de serviços ambientais e contribuindo potencialmente para fazer frente ao acelerado processo de degradação da paisagem, que gera o agravamento da desertificação e da insegurança hídrica no semiárido.

A criação de Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) é um ato voluntário e louvável de proprietários de terras que acreditam na proteção da biodiversidade e no patrimônio ambiental como grandes riquezas do nosso país e da sociedade. Para ajudar proprietários de terras a concretizar este ato, a Associação Caatinga tem como competência auxiliar no processo de identificação da área para criação da RPPN dentro da propriedade e realiza todo o acompanhamento do processo até a publicação da Portaria no Diário Oficial da União.

Através desse Programa a Associação Caatinga auxilia no processo de criação de unidades de conservação públicas e privadas e apoia à elaboração e implantação de planos de manejo. Esse programa também desenvolve estudos para o aumento de incentivos econômicos para proprietários de Reservas Particulares do Patrimônio Natural, como o pagamento por serviços ambientais, além de manter Reserva Natural Serra das Almas, a maior unidade de conservação particular do estado do Ceará.

Serviços:
• Identificação de áreas para criação da UC e da RPPN;
• Estudos de levantamento da biodiversidade;
• Georreferenciamento e elaboração de diagnóstico ambiental da área a ser convertida;
• Recomendação de categoria;
• Elaboração de mapas e memoriais descritivos;
• Cálculo de custos para criação, implantação e manutenção anual da UC e da RPPN;
• Auxílio no levantamento da documentação necessária;
• Cadastramento e acompanhamento do processo no Sistema Informatizado de Monitoria de RPPN (SIMRPPN).

Resultados:
• 
Parque estadual do Cânion do Rio Poti, saiba mais aqui.
• Parque Estadual Furna do Ossos, Área de Proteção Ambiental Serras da Caatinga e Reserva Biológica Picos da Caatinga (Estudo foi realizado e aprovado pelo estado do Ceará, porém a criação das UCS ainda não foram priorizadas pelo Estado)
• RPPN Reserva Natural Serra das Almas (Crateús)
• RPPN Reserva Cultura Permanente (Aratuba)
• RPPN Belo Monte (Mulungu)
• RPPN Almirante Renato de Miranda Monteiro (Novo Oriente)
• RPPN Passaredo (Pacoti)
• RPPN Neném Barros (Crateús)
• RPPN Gália (Guaramiranga)
• RPPN Luizinho Alencar (Itatira)
• RPPN Cícero Almeida (Apuiarés)
• RPPN Vó Belar (Meruoca)
• RPPN Francisco Braz de Oliveira (Crateús)
• RPPN Ilha Encantada (Aracati)
• RPPN Fonte de Luz (Meruoca)
• RPPN Fazenda Arizona (Quixadá)
• RPPN Samuel Nobre (Morada Nova)
• RPPN Fazenda Belém (Icapuí)
• RPPN Chico Bimbino (Crateús)
• RPPN Olho D’Água do Tronco (Crateús)
• RPPN Elias Andrade (General Sampaio)
• RPPN Serra da Pacavira (Pacoti)
• RPPN Sítio Palmeiras (Baturité)
• RPPN Paulino Veloso Camelo (Tianguá)