[Palestra] Dois cânions e um só coração: Poti e São Francisco

De Alagoas a Sergipe, a beleza cênica da pedra cravada pelas águas esverdeadas do Rio São Francisco. Do Ceará ao Piauí, o encanto ainda pouco explorado da fenda geológica que corta a serra e abre espaço para as águas do Rio Poti. São dois cânions, com dois grandes rios, com belezas cênicas, grande valor arqueológico e ricos em atributos naturais encravados na Caatinga, único bioma exclusivamente brasileiro e que, historicamente, é caracterizada como região de déficit hídrico.

São muitas as questões que cercam esses dois patrimônios naturais, e Thiago Roberto, Engenheiro Florestal, Mestre em Agroecossistemas e Gerente da Reserva Natural de Proteção Ambiental Serra das Almas, e Rúbens Luna, Cientista Social com especialidade em Gestão Pública Municipal e Conservação de Arte Rupestre, e consultor autônomo da Secretaria do Meio Ambiente do Piauí, irão discutir na palestra “Dois Cânions e um só coração: Poti e São Francisco”.

Serão abordados os aspectos da conjuntura dos cânions, como características físicas, fauna, flora, população do entorno, os fatores econômicos, além do uso e ocupação do solo desses dois espaços.

Os palestrantes também propõem um diálogo sobre os impactos que atividades que vem sendo desenvolvidas ou propostas para os dois cânions, que vão desde o turismo a construção de grandes empreendimentos e agricultura, trazem para esses espaços.

No caso do São Francisco, um dos temas centrais é a transposição e quais os impactos da obra que está redirecionando flume para outros estados do Nordeste, justo agora que o São Francisco encontra-se no período mais seco de sua história.

Já para o Rio Poti, no lado cearense, há o retorno das obras do Lago Fronteiras, uma barragem que deve represar a água do rio nos municípios próximos ao Sertão de Crateús, no Noroeste do Estado. Do lado piauiense, segue a construção da barragem Castelo do Piauí, que pretende conter as cheias do rio e utilizar o fluxo hídrico para a geração de energia elétrica e para projetos de piscicultura e irrigação.

Nos dois casos, os expositores irão discutir as prioridades do uso da água que estão em vigência, a disponibilidade hídrica de cada um dos rios e quais as potencialidades que podem ser desenvolvidas.

Serviço:
Palestra: Dois Cânions e um só coração: Poti e São Francisco. Conjuntura, Impactos e Perspectivas.

Expositores: Thiago Roberto, Engenheiro Florestal, Mestre em Agroecossistemas e Gerente da Reserva Natural Serra das Almas, e Rubens Luna, Cientista Social com especialidade em Gestão Pública Municipal e Conservação de Arte Rupestre, e consultor autônomo da Secretaria do Meio Ambiente do Piauí.

Data: 09 de novembro de 2017, às 19:30 (Horário de Fortaleza).
Local: Auditório do Hotel Mercure. Rua: Joaquim Nabuco, 166 – Bairro Meireles, Fortaleza – CE.
Entrada gratuita.
Informações: (79) 9679.2945 / (86) 9931.1855