No Clima da Caatinga e projetos patrocinados pela Petrobras plantarão 4.625 mudas de espécies em todo o Brasil no Dia de Proteção às Florestas 

 

O projeto No Clima da Caatinga (NCC), em conjunto com outros 14 projetos ambientais, plantarão 4.625 mudas em várias regiões do país no dia 17.07.  O NCC será responsável pelo plantio de 60 mudas, especialmente das espécies Ipê, Catingueira, Angico, Carnaúba, Tamboril, Jatobá e Sabiá, que serão plantadas no município de Buriti dos Montes/PI. Essa iniciativa faz parte de uma ação coletiva, resultado da integração de projetos patrocinados pela Petrobras, a maioria da linha Florestas e Clima, patrocinados por meio do Programa Petrobras Socioambiental. 

Na cultura popular brasileira, a proteção das florestas é personificada na figura mística do Curupira, um espírito mágico que habita as florestas e ajuda a protegê-la. Por este motivo, o dia 17 de julho é o Dia de Proteção às Florestas e também o Dia do Curupira, o “protetor das florestas”. Por isso, nesta data muitas ações práticas são realizadas para mostrar a importância de fazer algo para proteger as florestas. 

Essa ação que envolverá crianças, jovens, universitários, comunidade tradicionais e povos indígenas pretende reforçar a importância da proteção das florestas não só para a regulação do clima, mas também para a manutenção da vida no planeta. A ideia é aproximar as pessoas e a natureza disseminando conhecimentos sobre as espécies ameaçadas, a necessidade de recuperação e preservação dos recursos para gerações futuras e também a utilização das plantas em várias atividades humanas como a alimentação, o uso medicinal, a produção de cosméticos, entre outros. 

Esta ação conta com uma campanha digital nas redes sociais dos projetos participantes com a hashtag #florestaseclima e #juntospelomeioambiente.

O Projeto No Clima da Caatinga é realizado pela Associação Caatinga, atua na Reserva Natural Serra das Almas (Unidade de Conservação mantida pela Associação Caatinga em Crateús) e nas comunidades do entorno da Reserva, atendendo as regiões no sertão do Ceará e Piauí. O NCC foca na proteção e valorização da Caatinga, única floresta exclusivamente brasileira, e que mesmo assim ainda recebe pouca atenção e baixo investimento para a conservação em ações de sustentabilidade, mesmo que seja um dos semiáridos com maior biodiversidade do planeta. 

O projeto possui três linhas de atuação prioritárias: biodiversidade, florestas e clima, e água. Um dos principais objetivos da iniciativa é o fomento à gestão de Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) e o estímulo à criação de políticas públicas ambientais. Outro ponto primordial é a promoção do uso sustentável de recursos do bioma para a consequente restauração e conservação das florestas caatingueiras. Para isso se faz necessária a apropriação de tecnologias sustentáveis de uso e manejo dos recursos naturais da Caatinga, tais como os fogões ecoeficientes, fornos solares, e sistemas bioágua, itens que são disseminados pelo projeto como alternativas para uma convivência sustentável e proteção da fauna e flora.

Outra linha de atuação é a educação ambiental, que é trabalhada de maneira a sensibilizar os envolvidos em momentos de interação nas escolas e nas comunidades. “A Educação Ambiental é uma ferramenta construtiva de saberes e conhecimentos referente ao ambiente natural local, que auxilia na transformação necessária para uma convivência harmônica e equilibrada com a Caatinga, através da consciência crítica e sensibilidade para um novo cuidar”, comenta Andreza Antunes, técnica educadora ambiental.

Desde 2011 a instituição recebe patrocínio da Petrobras por meio da Petrobras Socioambiental, em sua terceira fase já foi evitada a emissão de aproximadamente 152.000 toneladas e o sequestro de cerca de 12.000 toneladas de CO². Foram protegidas ou recuperadas 16 nascentes, 118 hectares de Reservas Legais (RL) e Áreas de Preservação Permanente (APP) foram protegidas e recuperadas. Foi dado também o suporte para criação de cinco novas Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN) no município de Crateús e 107.600 mil mudas de plantas nativas também foram semeadas.

Tudo isso, contando com o envolvimento de 3.450 famílias, a capacitação de 2.192 pessoas no uso de tecnologias sustentáveis, a capacitação de 482 educadores e envolvimento de 24.505 alunos nas ações de educação ambiental, além da visitação de mais de 65.379 pessoas a Exposição Itinerante “Caatinga Um Novo Olhar”, exposição itinerante utilizada no Projeto.

Projetos envolvidos na ação

ESTADO NOME DO PROJETO LINK DO PROJETO N° DE MUDAS  BIOMA PRINCIPAIS ESPÉCIES A SEREM PLANTADAS
SP/PR Projeto Agroflorestar www.cooperafloresta.com 150 Mata Atlântica Palmeira-juçara (principalmente), Jatobá, Guanandi, Grumixama, Gabiroba, Cedro, Guapiruvu, Canela-niúva, Ipê-amarelo, Araçá-vermelho. 
AM Projeto Amazonas sustentável www.fas-amazonas.org 300 Amazônia Castanheira, Cacau, Açaí, Cupuaçu, Acerola
RS Projeto Ar, Água e Terra www.projeto.iecam.org.br 500 Mata Atlântica Araticum, Butiá, Canela, Chal-chal, Cocão erva-mate,  Guabiroba, Juçara, Pata-de vaca e Pau-brasil
BA Projeto CO2 Manguezal www.co2manguezal.org 100 Mata Atlântica Pau-brasil, Jatobá, Landi Carvalho, Saboneteira, Inhaíba, Ipê roxo, Canafístula, Urucum, Jenipapo, Jabuticaba, Angelim, Ingá
CE Projeto De Olho na Água www.deolhonaagua.org.br 715 Caatinga/  Ecossistema manguezal Tabebuia Sp., Rhizophora mangle e Laguncularia racemosa
RJ Projeto Guapiaçu Grande Vida (GGV) www.ggvbr.org/o-projeto 300 Mata Atlântica Garapa, Jequitibá-rosa, Cedro-rosa, Imbirema, Jacarandá-da-bahia, Palmito-juçara, Braúna, Pau-brasil,Cambucá, Bicuíba
CE Projeto No Clima da Caatinga www.noclimadacaatinga.org.br 60 Caatinga Ipê, Catingueira, Angico,Carnaúba, Tamboril, Jatobá, Sabiá
MT Projeto Pacto das Águas www.pactodasaguas.org.br 50 Amazônia Ipê, Mogno, Cerejeira, Castanheira
MT Projeto Poço de Carbono Juruena www.carbonojuruena.org.br 1500 Amazônia Castanheira, Ipê, Cedro, Mogno, Parica
SP Projeto Semeando Água www.semeandoagua.ipe.org.br 50 Mata Atlântica Palmito-juçara, Araucária, Pau-brasil, Jacarandá-da-Bahia
RO Projeto Semeando Sustentabilidade www.semeandosustentabilidade.org 50 Amazônia Cedro, Cerejeira, Maracatiara
SP Projeto Verde Novo www.copaiba.org.br/verdenovo 50 Mata Atlântica Canjarana, Cedro-rosa, Juçara, Canela, Jequitibá 
RO Projeto Viveiro Cidadão www.viveirocidadão.org.br 150 Amazônia Andiroba, Castanheira e Cerejeira
RJ Projeto Uçá www.projetouca.org.br 500 Mata Atlântica/ Manguezal Mangue Vermelho, Mangue Branco e Mangue Preto
ES Projeto Uruçu Capixaba www.ibramar.org/urucu 150 Mata Atlântica  Cedro-rosa, Jacarandá-da-bahia, Palmito-juçara, Braúna, Pau-brasil
TOTAL 15 projetos 4.625 mudas 3 biomas Mais de 60 espécies

 

Fotos: Renato Stockler / Acervo AC