No sábado, 15 de junho, a Associação Caatinga participou do quadro The Wall, no Caldeirão do Huck, representados pelos colaboradores Daniel Fernandes, coordenador geral, Sandino Moreira, coordenador de educação ambiental e Rodrigo Castro, um dos conselheiros da instituição. A ideia seria investir o dinheiro da premiação na construção do Centro de Pesquisa e Conservação do Tatu-bola (CPCTB). 

Porém, não conseguimos alcançar a meta necessária. Seguimos então por outros meios para proteger o bichinho do desaparecimento e garantirmos a manutenção das áreas de Caatinga onde há registro de tatu-bola. Pensando na continuação desse sonho, lançamos uma “vaquinha virtual” para arrecadar o valor necessário para construir o Centro que ajudará nas atividades de pesquisa para a Conservação do tatu e funcionará na Reserva Natural Serra das Almas (RNSA), localizada na divisa do Ceará com Piauí, uma relevante área de Caatinga.

Trabalhamos em prol da proteção do Tatu-bola desde 2013 e a sua ajuda contribuirá para que possamos continuar nesse empenho. O seu apoio ajudará em ações que irão gerar conhecimento atualizado sobre a ecologia e distribuição da espécie, promover conservação do Tatu-bola através da criação de reservas ambientais, tornar o tatuzinho e os seus ambientes naturais mais conhecidos, reduzir o risco de desertificação e os efeitos do aquecimento global, contribuir para a segurança hídrica e sensibilizar a sociedade através de ações de educação ambiental.

O Centro dará suporte a uma equipe de trabalho multidisciplinar e estará aberto para cientistas, pesquisadores e pessoas comprometidas com a conservação da espécie e da Caatinga e terá como ações estudos de inventário, resgate e monitoramento do Tatu-bola (Tolypeutes tricinctus), assim como de outras espécies que ocorrem neste bioma.

 

As recompensas e quantias estão em: https://www.kickante.com.br/campanhas/eu-protejo-tatu-bola