Reserva Particular do Patrimônio Natural é certificada no Ceará

Reserva Particular do Patrimônio Natural é certificada no Ceará

O Estado do Ceará ganhou mais uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN). Trata-se da “Buritis Águas Naturais”, nova unidade de conservação privada localizada no município de Santana do Cariri. 

A Unidade de Conservação (UC) foi certificada pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema) na quinta-feira, 17, na sede do órgão, em Fortaleza. A área possui 10 hectares de extensão e é a segunda unidade de conservação privada criada sob a chancela da secretaria estadual, o que representa um avanço para as políticas públicas ambientais do Ceará.

O certificado de reconhecimento foi entregue aos proprietários; o casal Severino Roberto e Francisca Edna. A terra está em posse da família há gerações e, após a certificação, ganhou caráter perpétuo de preservação. “Um sonho que ganha vida”, como afirmam marido e esposa.

A UC é a 39º  RPPN do Estado do Ceará. A área foi criada em março, através da parceria entre a Associação Caatinga e a Fundação Grupo Boticário por meio do projeto “Conservação Voluntária Gerando Serviços Ambientais – Fase 2”.

Samuel Portela, coordenador técnico da Associação Caatinga, que a criação da área tem repercussões positivas para a fauna da Caatinga: “esta Unidade de Conservação foi criada em uma importante área do município conhecida como Vale dos Buritis e fará parte do  Mosaico Estadual do Araripe Cearense, uma das ações previstas no Plano de Ação Nacional para conservação do Soldadinho-do-araripe, que visa aumentar a proteção do território ocupado por esta espécie endêmica da região que corre risco de extinção”.

RPPN

As RPPN são uma categoria de unidade de conservação particular, criada de forma voluntária em prol da conservação da natureza. Não existe tamanho mínimo ou máximo para a implementação das áreas, tudo depende dos laudos técnicos e do desejo do proprietário.

No Ceará, a Associação Caatinga participou da criação e do desenvolvimento de 25 RPPN. O número equivale a 64% das Unidades de Conservação privadas do Estado. Além disso, a instituição contribuiu com a construção do Parque Estadual do Cânion do Rio Poti, UC piauiense com mais de 24 mil hectares.