Todos contra a caça: Associação Caatinga realiza campanha com ações educativas para estudantes em Crateús
destaque-caca-caatinga-educacao-ambiental

A equipe de Educação Ambiental da Associação Caatinga, em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente do Ceará (SEMA), realizou neste mês de novembro a campanha “Todos contra a caça” em unidades de ensino do município de Crateús, no Ceará, nas comunidades do entorno da Reserva Natural Serra das Almas. O intuito é conscientizar os estudantes, por meio de ações educativas, sobre as espécies ameaçadas de extinção, a importância da conservação das florestas e os impactos contínuos da caça. A iniciativa retornará em janeiro de 2022.

A proposta educativa e ambiental que debate a caça envolveu estudantes do 3º ao 5º ano do ensino fundamental, contemplando cerca de 100 alunos da região. Além das visitas nas escolas, o projeto oferece aos estudantes a oportunidade de conhecerem a Reserva Natural Serra das Almas, conferindo mais de perto o trabalho realizado pela Associação Caatinga e vivendo uma melhor experiência com a biodiversidade da região.

De acordo com dados da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), em conjunto com as ONGs internacionais Traffic e União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), de 2012 a 2019, cerca de 38 milhões de animais foram afetadas pela caça e comércio ilegal no Brasil. “Dentro dessa dinâmica educativa, apresentamos as espécies e alguns perigos de consumo dessas carnes. A gente traz um olhar mais voltado para a fauna, com uma apresentação dinâmica para que os estudantes tenham uma contextualização mais clara e acessível. Mostramos a biodiversidade e focamos nas espécies ameaçadas de extinção, como o tatu-bola”, explica Andreza Melo, técnica em Educação Ambiental da Associação Caatinga.

Além das informações sobre os impactos da caça, também foi realizada uma exposição de banners sobre a campanha e a entrega do Caderno Catingueiro, produto produzido pela associação. O material também está disponível no site da entidade (www.acaatinga.org.br/publicacoes). “O caderno estimula e contextualiza as espécies da fauna da Caatinga de forma dinâmica e interativa, para que as crianças reconheçam as espécies da região”, explica Andreza.

Educação ambiental

Nos 23 anos do trabalho realizado pela Associação Caatinga, aproximadamente 118.359 pessoas foram alcançadas com as ações de educação ambiental da entidade. As iniciativas contemplaram 32.301 alunos, 716 professores, 1784 agricultores e 2000 funcionários em ações realizadas em empresas. Além disso, 87 escolas já receberam projetos da Associação Caatinga.

Sobre a Associação Caatinga

A Associação Caatinga (AC) foi fundada no Ceará em 1998 com o apoio do Fundo Samuel Johnson para a Conservação da Caatinga, tendo a missão de promover a conservação das terras, florestas e águas da Caatinga para garantir a permanência de todas as suas formas de vida. É uma entidade não governamental, sem fins lucrativos, que atua há 23 anos na conservação e valorização da única floresta exclusivamente brasileira, ameaçada e que concentra a maior biodiversidade entre as regiões semiáridas do planeta.