Há exatos 19 anos surgia, na fronteira entre Crateús (CE) e Buriti dos Montes (PI), a Reserva Natural Serra das Almas. O que antes compreendia o território de nove fazendas, é hoje a maior Reserva Particular de Patrimônio Natural do Ceará. Mas a despeito da denominação da unidade remeter a um território privado, o compromisso dos gestores da RNSA é de fundamental relevância ao interesse público.

São 5.845 hectares de Caatinga preservada, 45 espécies de mamíferos, 33 tipos de anfíbios, 323 espécies de plantas e 237 exemplos diferentes de aves. Além da fauna e flora característica do semiárido, há seis trilhas ecológicas, auditório, exposições interativas, atividades lúdicas, alojamento para 44 pessoas e tudo isso aberto a visitações.

Mas a preocupação com o ambiente da Reserva Natural Serra das Almas não fica apenas dentro dos 5.845 hectares, é algo que ultrapassa fronteiras e chega até as comunidades da região, tanto no Ceará, quanto no Piauí. Ao total, 38 localidades são beneficiadas através do Modelo Integrado de Conservação da Caatinga, estratégia que envolve as famílias das comunidades ao redor da Reserva em um plano de ecodesenvolvimento. O objetivo é unir preservação com geração de renda sustentável.

Para saber mais sobre a Reserva Natural Serra das Almas, assista o vídeo abaixo: